Início » Livroterapia » LIVROTERAPIA – Breaking Him e Breaking Her, duologia Love is War, de R.K. Lilley

LIVROTERAPIA – Breaking Him e Breaking Her, duologia Love is War, de R.K. Lilley

breaking himSCARLETT

Era o tipo de relacionamento no qual investi mais do que eu tinha.
Eu dei tudo.
E assim, quando acabou, eu me perdi.
Isso me mudou. Ele me mudou.
Eu afundei.
Minha alma queimou em seguida.
O fogo dele devastou tudo.
Ele me queimou.
Me quebrou.

Scarlett sempre sonhou grande. Ela iria direto para Hollywood. Era destinada às grandes telas.
Mas nem em seus sonhos mais loucos ela imaginou que ficaria sem dinheiro e solteira aos vinte e oito anos, servindo bebidas a trinta e cinco mil pés de altura.
Ela era uma excepcional garçonete no ar.
Fazia anos desde que ela o tinha visto.
Mas um dia, lá estava ele sentado, olhando fixamente para ela, pronto para colocar fogo em tudo de novo.
Dante a queria. Mais uma vez.
Claro, ela jogou também… mas esta era a vez dele.
Ela o quebraria.
Afinal, o amor é uma guerra.

.

breaking herDESTRUIÇÃO. TRAIÇÃO. RUÍNA.
AMOR VERDADEIRO.
.
Esta é a conclusão da história de Scarlett e Dante.
.
SCARLETT
Ele fez de novo. Me devastou. Me queimou. Me quebrou.
Me deu ar só para me deixar ofegante, contorcendo-me.
Mas então algo mudou. Algo que me aterrorizou e excitou.
Algo que absolutamente me destruiu.
Algo que me fez inteira novamente.
.
DANTE
Nosso amor foi amaldiçoado desde o início. Ela não sabia, mas eu sim.
Tudo o que ela sabia era que eu tinha mentido para ela, a traído. Feito coisas imperdoáveis. coisas inevitáveis. Sim, eu tinha quebrado promessas, assim como tinha quebrado seu coração. Mas, assim como toda guerra tem baixas, e cada mentira tem consequências, todo bastardo tem suas razões.

Resenha

A duologia Love is War, com os livros Breaking Him e Breaking Her, são o mais novo sucesso de R.K. Lilley. Você já a deve conhecer da série Up in the Air, que será publicada pela Editora Charme.

Li ambos em inglês (por isso sinopses e quotes estão em tradução livre) e você pode encontrá-los na Amazon (Breaking Him e Breaking Her). Vamos torcer para que a Charme traga essa série pro Brasil também. #carinhadegatodebotas 😛

Acostumada estava eu com essa escrita mais hot/BDSM que fui positivamente surpreendida por essa série que descobri por acaso, mas que me arrebatou. Ela tem cenas hots também, mas o clima de intrigas e mistério dá um tom muito diferente.

É difícil falar sem dar spoilers nesse caso porque os dois livros são quase que um só, mas vou me esforçar, tá?

Resumidamente, temos Scarlett e Dante. A garota pobre e o rapaz rico. Nem pense em dizer que é clichê. Você não imagina! Eles se conhecem desde criança e naturalmente se apaixonam. Nos capítulos do passado, vemos como foi esse crescimento (deles e de seu amor), como Scarlett era mal tratada na escola porque a mãe a abandonou no lixo quando ela nasceu. Dante, revoltado por essa injustiça e incentivado por sua avó, uma grande estrela do cinema, passa a defendê-la. Além de alternar passado e presente, a autora alterna também os pontos de vista de Dante e Scarlett.

Se a vida fosse perfeita, esses dois teriam seu felizes para sempre logo, logo, mas infelizmente não é assim que a banda toca. 😦 Nos capítulos do presente, vemos que eles se odeiam. Scarlett, agora aeromoça, o odeia com todas as suas forças, embora nenhum deles resista ao desejo e à paixão quando se encontram. Mas acham que é apenas sexo. Tolinhos! Por que ela o odeia tanto? Essa é a pergunta de um milhão de dólares. Você verá flashes em Breaking Him, mas só entenderá a profundidade da coisa em Breaking Her.

Além dos colegas de escola, sua avó e a família de Dante (exceto a avó) a tratam como nada mais do que lixo. Difícil acreditar não o ser quando quase todos tentam te convencer do contrário, não é? Ainda por cima, quando aparece Tiffany, a garota rica que seria a namorada perfeita para Dante, segundo as mães de ambos. “Deixe-o chafurdar e se divertir um pouco no lixo e depois ele se dará conta de que você é a certa para ele”. Isso foi o que Tiffany sempre ouviu e escolheu acreditar. Não que ela seja inocente, essa #@%*&.

O primeiro livro me deixou louca. LOUCA. Terminei com a cabeça lotada de perguntas, imaginando mil e uma coisas. Agora sei que a parte geral eu meio que acertei, mas, cara, os porquês e entremeados me deixaram com o coração na mão.

Meu coração não tinha pertencido a mim desde que eu tinha dez anos e um menino bonito de cabelo louro tinha me mostrado que eu não estava sozinha no mundo. Eu não poderia imaginar uma outra vida que não essa…

Uma resenha no GR falou que o livro 02 era como o 01, Breaking Him: são muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo. Tantas que é preciso parar de vez em quando para organizar os pensamentos.

Lembro que, ao terminar o 01, corri pra saber quando sairia a continuação. Março seria dali a dois meses, mas pareciam dois anos. Parei o que estava fazendo por uns minutos a fim de assimilar tudo que li. Dou graças a Deus por não ter lido assim que lançou porque teria pirado mais ainda. 😮

Considerando o final angustiante do 01, eu diria que a R.K. poderia ter escrito um único livro, mas, agora, vejo que seria inviável. São coisas demais acontecendo. Passado e presente se misturam e por vezes hesitei em ler o passado.

— Você era meu coração. E você foi embora.

O final do livro 01 nos deixa com duas grandes pulgas atrás da orelha: o porquê da ligação mudando os planos (presente) e por que ela se arrepende de não ter esperado o treino de futebol de Dante acabar (passado). Sentiu o meu drama, né?

Breaking Her retoma exatamente de onde Breaking Him parou, também alternando passado e presente, desvendando aos poucos os dois mistérios.

Posso comparar esse livro a Meu Romeu e Minha Julieta, da Leisa Rayven. Nós sabíamos que eles tinham se separado. O motivo é que era a incógnita. Imagine MR e MJ (amo de paixão) acrescido de cenas quentes, alta sociedade, milhares de segredos e mentiras, e pessoas capazes de fazer absolutamente TUDO para conseguir o que querem, sem se importarem com quem vão machucar ou destruir, e você terá 50% do que é Breaking Him e Breaking Her. Os 50% restantes ficam por conta da escrita viciante e da maestria com que R.K. nos envolve na história.

Scarlett poderia ser mais corajosa, ter desconfiado e ter ido atrás de saber a verdade sobre o que aconteceu? Talvez. Mas como esperar tanto de alguém que foi “jogada no lixo” e sempre foi discriminada por todos, exceto Dante e a avó dele? É difícil. Apesar da pose de rainha da autoconfiança, Scarlett acostumou-se a esperar o pior, a contentar-se com pouco. Bom, não necessariamente pouco porque Dante é… Vou deixar vocês descobrirem. Odeiem-no enquanto puderem. Vocês vão amá-lo tanto depois que doerá o tempo que passaram sentindo apenas ódio. Assim imagino que Scarlett se sinta.

Dois jovens com um amor desde criança tão lindo, sem preconceitos, cresceram juntos, se descobriram juntos, mas que estavam atrapalhando os planos da pessoa mais insensível, manipuladora, cruel e egoísta de suas vidas. Alguém capaz de tudo…

Como essas duas almas conseguirão esquecer tudo que passaram e seguir em frente? Se o amor e o ódio andam lado a lado nesse caso, o que poderá fazer o amor ganhar essa disputa na balança?

Leiam essa duologia com o coração preparado para grandes emoções…

— Estou cansada de odiar você — ela disse em voz baixa com extremo pesar. — Quando tudo o que o meu coração queria era te amar. — Essas palavras foram muito difíceis para ela, eu sabia, e as próximas seriam ainda mais. — Por me ajudar a sobreviver por tanto tempo, atravessar o inferno comigo e conseguir que eu, de alguma forma, chegasse ao outro lado intacta, vou aprender a perdoá-lo. Mesmo com todas as maneiras com que você me destruiu, eu nunca poderia me esquecer de todas as maneiras que você me salvou, Dante.

— Você salvou-me também. Nunca se esqueça disso.

— E destruí você — ela disse as palavras de ânimo leve, mas elas carregavam todo o peso do mundo. Para nós dois.

Eu sorri e era tão agridoce que ela teve que desviar o olhar.

— Sim. Quebrado. Destruído. Mas agora salvo novamente. É o suficiente para mim. Você é. Você sempre foi. Tenho muitos demônios. Mas somente um anjo.

Comecei a escrever essa resenha antes de terminar o livro porque precisava desabafar, mas então vem a R.K. e me brinda com outro sentimento. Quero chorar, quero sofrer, quero gritar quão injusto foi o que passaram. Nas últimas páginas, no capítulo quarenta e um para ser mais exata, ela termina de quebrar o meu pobre coração. Não sei se choro ou escrevo. Talvez o nó em minha garganta seja demais para suportar. Já sei o que me espera e vou chorar como uma criança quando ler…

Passei dois dias para ter coragem de continuar. Sabe quando você já encaixou as peças, mas tem medo de ler? Pois é, estou assim. Minha Nossa Senhora dos Leitores Viciados, me dê forças pra continuar a leitura…

Posso falar? Valeu a pena! ❤

Talvez essa não tenha sido uma resenha como as que vocês estão acostumados. Foi mais um desabafo, uma terapia. Quando você precisa contar pra alguém como se sente depois de ler um livro que amou, essa necessidade louca de dividir seus sentimentos com o mundo. Mas espero sinceramente que tenham gostado.

Mesmo sofrendo junto com eles e esperando pacientemente (sqn!) pelo seu merecido desfecho, recomendo sem sombra de dúvidas que você leia.

… talvez, apenas talvez, vovó estivesse certa sobre orações, que não importam seus pecados, às vezes a vida lhe envia a resposta que você precisa.

Ah, uma última dica: preste atenção em todos os detalhes. Não há excessos. Nada está escrito lá sem um propósito, uma ligação com o desenrolar dos fatos. 😉

Anúncios

Um pensamento sobre “LIVROTERAPIA – Breaking Him e Breaking Her, duologia Love is War, de R.K. Lilley

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s