Início » Livroterapia » LIVROTERAPIA – Aparências, de Ligia Ortiz

LIVROTERAPIA – Aparências, de Ligia Ortiz

A resenha de hoje é de uma autora parceira. Conheci Ligia Ortiz através de seu primeiro livro, Nas Proximidades do Amor, publicada pela Novo Século. Após ler seu livro, soube que ela estaria na Bienal do Rio, do ano passado, e fui conhecê-la pessoalmente. A autora é uma simpatia e a parceria veio de uma forma muito bacana, contemplando com o seu segundo livro, Aparências, publicado de forma independente na Amazon.

Aparências, de Ligia OrtizNascida em uma família abastada, sustenta uma postura nobre, exibindo a educação refinada no melhor dos círculos sociais com uma beleza ímpar. A sorte parece sorrir para Mariana.

Até adentrar em sua casa.

A majestosa mansão padece sem cuidados, objetos de arte valiosos foram substituídos por réplicas medíocres e o dinheiro que enchia os bolsos da família Albuquerque é tão escasso que dívidas se acumulam entre bancos e credores.

Num cenário ditado pelo severo Sr. Renato, Mariana mantém as aparências, independentemente de sua vontade. Tudo muda quando conhece Rafael. Dono de um poder de sedução intenso e incrivelmente persistente, aos poucos ela abre as portas de sua vida e mostra que sob as brumas há segredos indecorosos, escondidos por anos.

Contudo Rafael também guarda segredos e quanto mais eles se aproximam, mais complexa a relação fica. Ressentimentos tingem o passado, marcando o ritmo entre os dois corações.

Aceitação pode não ser uma opção e, quando muito é escondido, nada é o que parece ser.

.

Onde comprar: Amazon

Resenha

Bernardo é um rapaz de 17 anos, de uma família bastante humilde. Junto com seus pais e sua irmã mais nova, de 14 anos, mora numa pequena casa no anexo da mansão dos Albuquerque, uma família nobre, bastante conhecida no meio social, liderada pelo patriarca Renato, um homem sem escrúpulos, que faz de tudo pela aparência. Para ajudar no sustento da família, Bernardo trabalha como jardineiro na grande casa, enquanto seu pai trabalha como motorista e sua mãe, como a copeira do lugar. Após ser diagnosticada com pneumonia, sua mãe é obrigada pelo patrão a trabalhar mesmo doente, o que piora e muito seu estado, fazendo com que os irmãos tomem para si uma responsabilidade muito grande.

A todo momento, o garoto é lembrado de ser um “mero” funcionário e não entende como pode ser tão menosprezado pelo patrão só pelo fato de ter uma condição financeira diferente. E, a princípio, a fruta não cai longe do pé, já que Mariana, a filha do carrasco, por quem Bernardo nutre um amor de adolescência, aparenta ser da mesma forma.

Após um triste acontecimento, o rapaz e sua família, cansados de tanta humilhação, deixam tudo para trás e partem em busca de uma vida melhor, longe de toda falta de respeito que reina neste império.

Mariana não é a patricinha que todos pensam. Mesmo sendo criada pelo pai carrasco, que insiste em dizer que ela não é o que ele gostaria que fosse e cercada por uma vida de luxo, se tornou uma boa pessoa, que não se conforma com o modo como o pai pensa ser superior a todos.

Com o passar dos anos, por um vício em jogos, o patriarca se torna pior e mais violento ao perder toda a sua fortuna, levando a riquíssima família à falência. Mas como se isso não bastasse, ele não admite a atual situação financeira e obriga todos a viverem de aparências, ostentando uma vida que não possuem mais.

Para custear sua faculdade, na qual o pai não incentiva de modo algum, Mariana se vê obrigada a trabalhar em uma cafeteria, escondida, já que ele nunca admitiria uma Albuquerque trabalhando atrás de um balcão e ainda lidar com uma mãe depressiva que piora a cada dia. A menina precisou realmente se tornar uma adulta de uma hora pra outra, tendo que arcar com muitos problemas de uma só vez.

Em uma noite, ao sair da faculdade, ostentando um carro de luxo por obrigação, Mariana se vê numa complicada situação e é salva por Rafael, um até então desconhecido, que ela descobre ser aluno da mesma faculdade. Com uma aparência muito familiar, a moça não consegue tirá-lo da cabeça. Ainda mais quando parece que ele está em todos os lugares que ela frequenta.

Com o passar dos dias e a crescente investida e possessividade de Rafael – principalmente com relação a Denis, o patrão fofo de Mariana – juntamente com a imensa atração que sentem um pelo outro, Mariana cede à tentação e se entrega a uma conturbada paixão.

Ela só não esperava que um grande segredo viesse à tona da pior forma possível, trazendo muita dor, tanto física quanto emocional. Agora ela precisa decidir o que fazer da vida: continuar vivendo de aparências ou dar fim a tudo o que não lhe faz bem e ir em busca da vida que tanto procura… Mas será que para isso ela precisa abrir mão de algo que ela realmente ama?

O amor existe, assim como a mágoa e a dor, e trabalhar essas emoções será um desafio constante.

De uma forma muito detalhista, Ligia nos envolve em uma história sobre um assunto muito polêmico: a violência e autoritarismo dentro de casa, onde a aparência mascara o que realmente acontece entre quatro paredes…

Para finalizar, gostaria de fazer um pequeno comentário: uma coisa que me incomodou um pouco foi o modo possessivo e um pouco arrogante de Rafael. Claro que eu adoro um personagem mandão, macho alfa… mas em alguns momentos, ele chegou a passar dos limites, se tornando bem atrevido e um pouquinho inconveniente.

Todo esse modo tem uma justificativa plausível, que nos é apresentada ao longo da leitura. Até consegui entender seus atos, mas confesso que antes disso, fiquei bem incomodada. Nada que estrague a leitura, até porque em algumas cenas, esse modus operandi dele é até engraçado, mas eu não me sentiria bem se terminasse a resenha sem comentar sobre esse detalhe.

Sobre a autora:

Ligia OrtizLigia Ortiz nasceu na capital de São Paulo em 1981. Inquieta por natureza, cursou Publicidade e Propaganda e atuou em agências conceituadas onde trabalhou com grandes clientes. Encontrou na escrita uma forma de aplicar seu instinto criativo. Além de escrever, ama ler e, principalmente, estar com a família.

Atualmente reside em Jundiaí com seu marido e filho.

Nas Proximidades do Amor é seu primeiro romance.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s